N9


Requalificação do centro antigo de Salvador através de instrumentos do estatuto da cidade

Silvia Carreira de Meneses Andrade, Liliane Ferreira Mariano da Silva, João Soares Pena

Resumen


Até 1970, a região econômico-financeira situada no Centro Antigo da Cidade de Salvador apresentava uma estrutura que se revelava por um dinamismo e paisagem apropriados às funções a ela destinadas, desde sua fundação. Naquele decênio, a organização urbana da área do Comércio experimentou um previsível colapso territorial, resultando na criação de uma nova centralidade urbana, mais adequada às mudanças estruturais da economia nacional. Tal iniciativa levou a transformações endêmicas e dilapidação da identidade urbana e patrimonial da região, expressa na organicidade de suas funções - econômicas, sociais, culturais, históricas e arquitetônicas. Desde então têm-se elaborado diagnósticos, prognósticos e planos urbanísticos para a reabilitação do Centro Antigo, que não resolvem o esgarçamento do tecido social e o arruinamento de um patrimônio histórico e arquitetônico tão caro à cidade. Este artigo analisa a possibilidade de recuperação do Centro Antigo de Salvador na região do Comércio através de instrumentos do Estatuto da Cidade.