Análise de Conforto Urbano do Marco das Três Fronteiras em Foz Do Iguaçu-PR

Helenice Maria Sacht, Herlander Mata-Lima, Andréa de Oliveira Cardoso, Jair Stivenz Castaño Delgado

Resumen


O desenho urbano bioclimático aborda, desde sua concepção, o clima como uma variável importante, sendo a análise climática um instrumento imprescindível para intervenções urbanas. A pesquisa realizada tem como objetivo a caracterização de estratégias bioclimáticas para projetos urbanos em Foz do Iguaçu, tendo como base a caracterização climática do local, o levantamento das diretrizes e soluções condizentes com o clima. Analisaram-se estratégias bioclimáticas tendo como referência os documentos normativos nacionais e ferramentas específicas de análise urbana. Como aplicação, realizou-se um estudo de caso no Marco das Três Fronteiras aplicando as diretrizes adequadas ao clima com subsídio de um diagnóstico baseado em condições de temperatura e umidade. A pesquisa permitiu estabelecer parâmetros de conforto térmico e estratégias bioclimáticas para projetos urbanísticos adequados ao clima de Foz do Iguaçu-PR, clima ainda não estudado nesse aspecto.


Palabras clave


projetos urbanos; estratégias bioclimáticas; clima urbano; tríplice fronteira



DOI: http://dx.doi.org/10.5821/ace.15.43.8295