OS ESPAÇOS DA MOBILIDADE A PÉ EM SÃO PAULO: Transformações entre os séculos XX e XXI e presença das mulheres na cidade [WALKING MOBILITY SPACES IN SÃO PAULO: The transformation between the 20th and 21st centuries and women's presence in the city]

Nathalie Prado

Resumen


Caminhar é a forma mais antiga e democrática de deslocamento. Em São Paulo, um terço dos deslocamentos é feito a pé (Metrô, 2017). Apesar do contexto histórico opressor à circulação das mulheres e da organização espacial que ignorou sua presença, atualmente são as que mais se deslocam a pé e usam transporte público na cidade. O presente trabalho investiga como São Paulo se organizou para a mobilidade a pé ao longo dos anos. Tem como desafio reconstruir o percurso histórico sobre como os espaços da mobilidade e as políticas de transformação foram sendo construídos, especialmente na região central, desde o final do século XIX até dias atuais — e os impactos de cada ação para a rede de mobilidade a pé. Para isso, como recorte do artigo, serão utilizadas literaturas sobre a história do desenvolvimento da cidade. Na discussão final, apresenta-se uma breve aproximação com a perspectiva de gênero.

Palavras-chave: mobilidade a pé, planejamento urbano, gênero, políticas públicas.

Linha de Investigação: 3: Dinâmicas Urbanas

Tópico: Gênero e Cidade    

 

ABSTRACT

Walking is the oldest and most democratic form of displacement. In São Paulo, ⅓ of displacement is done on foot (Metrô, 2017). Despite the oppressive historical context to the circulation of women and the spatial organization that ignored their presence, currently they are the ones who move most by this mode and use public transportation in the city. This paper seeks to investigate how São Paulo has organized itself for walking mobility  over the years. Its challenge is to reconstruct the historical path of how mobility spaces and policies of transformation have been built, especially in the central region, from the end of the 19th century to the present day - and the impacts of each action on the network of mobility on foot. For this, literatures on the history of the city's development will be used as the construction of the set. In the final discussion, a brief approach to the gender perspective is presented.

Keywords: foot mobility, urban planning, gender, public policies.

Research line: 3: Urban Dynamics

Topic: Gender and City




DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.10018