SEGREGAÇÃO ESPACIAL URBANA NA CIDADE DE SÃO PAULO Cidade formal e os enclaves fortificados como representação hegemônica do espaço urbano (1986-1995) [URBAN SPACE SEGREGATION IN THE CITY OF SÃO PAULO Formal city and fortified enclaves as hegemonic representation of urban space (1986-1995)]

Luma de Sousa Yoshioka

Resumen


A pesquisa busca analisar, através dos classificados imobiliários dos jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo (1986-1995), como as articulações entre o Estado e o Mercado Imobiliário influenciaram a segregação espacial urbana na cidade de São Paulo. Assim, interessa-nos observar como esse processo se deu por meio da promoção de regiões planejadas e infraestruturadas, e da difusão da moradia como reserva de valor para as classes médias e altas no final do século XX – período de recessão econômica e crise do mercado imobiliário, que culminou no fechamento do BNH (Banco Nacional da Habitação). Da mesma maneira, busca-se relacionar, a esta questão, a emergência dos enclaves fortificados residenciais – presente tanto nas propagandas imobiliárias dos jornais que serviram de corpus para este estudo, quanto nos documentos de constituição da cidade formal – como elemento colaborador para a construção de uma visão hegemônica da cidade de São Paulo.

 

Palavras-Chave: segregação espacial urbana, São Paulo, imprensa.

Linha de investigação: Dinâmicas Urbanas.

Tópico: Cidades pós-crise e dinâmicas sócio-espaciais.

 

 

ABSTRACT

This research intends to analyze through Folha de São Paulo's and O Estado de São Paulo's newspaper's classified advertisements (1986-1995), how articulations between the State and the Real Estate Market influenced the spatial segregation in São Paulo city. Therefore, we are interested in observing how this process occurred through planned and infrastructure region promotion, and also by looking at the diffusion of dwelling as reservation values for middle and upper classes at the end of the 20th Century — a period of economic recession and crisis for the Real Estate Market, that lead to the closure of BNH (Banco Nacional da Habitação or National Housing Bank). In the same way, we are looking to correlate the matter of the rising number of fortified enclaves — which can be found in the newspaper's real estate advertisements that created the corpus for this study and also in the documents of the formal city formation — as a collaborator factor to the development of a hegemonic view of the city of São Paulo.

Keywords: Urban spatial segregation, São Paulo, press.

Research line: Urban Dynamics.

Topic: Post-crisis cities and socio-spatial dynamics.




DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.10095