O papel da mobilidade urbana nos superplanoso: Plano Urbanístico Básico de São Paulo (1968) eo Plano Doxiadis para o Estado da Guanabara (1965

Mauricio Feijó Cruz

Resumen


O presente trabalho tem como objetivo verificar o papel atribuído ao planejamento da mobilidade urbana no conjunto de proposições do Plano Urbanístico Básico do Município de São Paulo - PUB, de 1968, à luz da abordagem técnica integrada que caracterizou os chamados Superplanos realizados no Brasil nos anos 1960. Para tal, de acordo com a metodologia de historiografia cultural, são abordadas as práticas e representações relacionadas aos instrumentos de planejamento urbano utilizados tanto pelo PUB quanto pelo Plano Doxiadispara o Estado da Guanabara, de 1965, elaborado segundo os mesmos princípios de planejamento totalizante. O cruzamento desses documentos permite, de um lado, a verificação de pontos em comum e especificidades que caracterizam os princípios de planejamento difundidos no período, de modo a subsidiar reflexões sobre a abordagem da mobilidade urbana naquela etapa do processo de planejamento urbano no país e seus desdobramentos na prática atual da disciplina.



DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9067