Campus universitário e espaço urbano: integração socioespacial em metrópole e cidades médias no sul do Brasil

Amanda Carolina Santos Motta, Cristina de Araújo Lima, Tales Cardeal da Costa Cunha

Resumen


A Universidade repercute sobre a sociedade não somente em termos educacionais. Os seus campi funcionam como equipamentos públicos impactando significativamenteo tecido urbano no qual se inserem. Porém verifica-se que os campi universitários costumam operar como municipalidades autônomas. O presente artigo pressupõe que um planejamento integrado entre Universidade e Administração Local é benéfica para ambos uma vez que a açãoda Universidade extrapola seus limites físicos. O objetivo é refletir sobre os efeitos da implantação decampi em área urbana e debater diretrizes relacionadas. A abordagem metodológica é hipotética-dedutiva com referencial teórico, estudos de casos e geoprocessamento de dados, resultando em diretrizes projetuais na escala de desenho urbano. Os resultados apontam ser vantajosa a integração entre campus e ambiente urbano coma aplicação de critérios de Urbanismo sustentável.



DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9138