CIDADE MATARAZZO: FEITO POR QUEM [“CIDADE MATARAZZO”: MADE BY WHOM]

Natália Hetem, Ruth Verde Zein

Resumen


O presente artigo trata da atual intervenção no quarteirão onde se situava o antigo Hospital Matarazzo na cidade de São Paulo, promovida pelo grupo francês Allard e com a participação de arquitetos internacionais, constando da construção de uma torre de arquitetura contemporânea junto ao complexo de edificações históricas e tombadas. Nele busca-se discutir as implicações que essa obra propõe em relação a questões patrimoniais envolvendo intervenções contemporâneas de arquitetura e urbanismo. Discute aspectos teóricos relativos à questão do patrimônio segundo autores clássicos e contemporâneos, no mundo e no Brasil, como base para um relato crítico sobre o processo em andamento do projeto e obra da “Cidade Matarazzo”, um projeto majoritariamente voltado ao luxo mas que também envolve a criação de espaços públicos.

Palavras-chave: Patrimônio Histórico, Arquitetura Contemporânea, Urbanismo.

Linha de Investigação: 1:   Cidade e projeto.

Tópico: projeto urbano e espaço público.

 

 

ABSTRACT

This article is about the current intervention at the block where the old Hospital Matarazzo is in the city of São Paulo, promoted by the French group Allard, and with the participation of international architects at the construction of a new skyscraper with contemporary architecture next to a complex of old and listed buildings. This work aims the discussion that this construction brings related to heritage, contemporary intervention and urbanism. It will also be discussed heritage considering classic and contemporary authors, around the world and in Brazil, as a foundation to a critical report about the ongoing process of project and construction of “Cidade Matarazzo”, a project mainly focused on luxury but which also involves the creation of public spaces.

 

Keywords: Heritage, Contemporary Architecture, Urbanism.

Research line: 1: City and project.

Topic: urban design and public space.




DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9722