TRANSFORMAÇÕES NO PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL NO ESTADO DE SÃO PAULO: Dos Polos Regionais aos Vetores de Desenvolvimento Macrometropolitanos [TRANSFORMATIONS IN URBAN AND REGIONAL PLANNING IN THE STATE OF SÃO PAULO: From Regional Poles to Macrometropolitan Development Vectors]

Anderson D. Proença, Wilson Ribeiro dos Santos Jr.

Resumen


Analisa-se mudanças conceituais e práticas do planejamento territorial em escala regional no Estado de São Paulo, Brasil, entre as décadas de 1950 e 2010, comparando as estratégias de regionalização no Estado de São Paulo tanto no aspecto de desenho geográfico quanto dos objetivos implícitos nas mudanças implementadas. Busca-se evidenciar uma transformação paradigmática entre um modelo de planejamento baseado em Polos de Desenvolvimento, representado pelas Regiões Administrativas, Regiões de Governo e Regiões Metropolitanas, e o atual paradigma de Vetores Territoriais de Desenvolvimento. Têm-se como hipótese central de investigação a mudança de paradigma no planejamento territorial   estadual onde, (1) ao contrário do que aponta o senso comum, a atividade de planejamento urbano e regional ainda persiste como uma prática relevante na organização do território contemporâneo (2), os atuais planos para a Macrometrópole Paulista tendem a concentrar ainda mais o desenvolvimento nas regiões que historicamente apresentam os melhores índices econômicos do Estado.

Palavras-chave: Macrometrópole Paulista, Polos de Desenvolvimento, Planejamento urbano e regional, Vetores de Desenvolvimento Territorial.

Linha de Investigação: 1:   Cidade e projeto. Planeamento, políticas e governança

 

ABSTRACT

The conceptual changes and practices of territorial planning on a regional scale in the State of São Paulo, Brazil, between the 1950s and 2010 are analyzed, comparing state regionalization strategies both in terms of geographic design and the objectives implicit in each one of those strategies. It is demonstrated a paradigmatic transformation between a planning model based on Development Urban Cores represented by the Administrative Regions, Government Regions and Metropolitan Regions, and the current of Territorial Development Vectors paradigm. The central hypothesis of investigation is the paradigm shift in state territorial planning where, (1) contrary to what is common sense, the activity of an urban and regional planning activity still persists as a relevant practice in the organization of contemporary territory (2)) , the current plans for Macrometrópole Paulista tend to concentrateeven more, but the development in the regions that historically present the best economic indexes of the State.

Keywords: Development Urban Cores, Regional and Urban Planning, São Paulo’s Macrometropolis, Territorial Development Vector

Research line: Cidade e projeto. Planeamento, políticas y governança



DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9738