ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE E AVALIAÇÃO DO PLANO DE ZONEAMENTO DE CAMPINAS-SP, BRASIL Uma abordagem multicritério [ANALYSIS OF SUSTAINABILITY AND EVALUATION OF THE ZONEING PLAN IN CAMPINAS-SP, BRAZIL A multicriteria approach]

Danielle Fernandes Furlan, Mara Lúcia Marques

Resumen


A análise do desenvolvimento urbano pela abordagem dos aspectos pressão, estado e resposta avalia as forças econômicas e sociais intervenientes no processo de ocupação e na sustentabilidade do crescimento urbano. O estudo objetivou qualificar e dimensionar a área do município de Campinas em níveis de sustentabilidade do desenvolvimento urbano. Empregou-se o Sistema de Informação Geográfica para aplicação do modelo PER e integração CP dos mapas critérios, atribuindo pesos aos componentes: Pressão (uso do solo - 2019, expansão urbana (1975-2019) e densidade demográfica); Estado (áreas verdes, vulnerabilidade social e densidade viária) e Resposta (Zoneamento 2004/2018). O desenvolvimento urbano foi, majoritariamente, classificado entre razoável e ruim, com destaque de estar sob influência do Plano de Desenvolvimento Integrado, que está em fase preliminar de implantação. Essa proposta de desenvolvimento visa implementar áreas de regulação na região central, definindo espaço com poucos fragmentos de parques e áreas verdes entre densas áreas residenciais e comerciais.

Palavras-chave: desenvolvimento sustentável, sistemas de informação geográfica, programação por compromisso, planejamento urbano.

Linha de Investigação: Cidade e projeto

Tópico: Estudos metropolitanos e territoriais

 

ABSTRACT

The analysis of urban development by addressing the aspects of pressure, state and response has been applied to assesses the economic and social forces determinants of occupation process and the sustainability of urban growth. This study aimed to classify and measure the respective area patch of Campinas city regards the sustainability of urban development. The Geographic Information System was used to apply the PER model and CP integration of the criteria maps, assigning weights to the components: Pressure (land use - 2019, urban expansion (1975-2019) and demographic density); State (green areas, social vulnerability and road density) and Response (Zoning 2004/2018). Urban development was, predominantly, classified between reasonable and low, emphasizing the influence of the Integrated Development Plan, which application is even preliminary. This proposal of urban development aims to implement the regulation of central area, defining zones with few park fragments and green areas between residential and commercial densified areas.

Keywords: sustainable development, geographic information systems, compromise programing, city planning

Research line: City and project

Topic: Metropolitan and territorial studies




DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9764