ATLAS MORFOLÓGICO DE SÃO PAULO Padrões e lógicas da gênese e transformação [MORPHOLOGICAL ATLAS OF SÃO PAULO Patterns and logics of the genesis and transformation]

Heraldo Ferreira Borges

Resumen


São Paulo é o Leviatã da América do Sul. Fundada por jesuítas portugueses em 1554, hoje seus 12.176.866 habitantes (IBGE, 2018) ocupam uma área de 1.527,40 km² (densidade de 7.972 hab/km²) e seu PIB em 2015 foi de cerca de US$ 167 bilhões. Se fosse uma nação, seria a 57ª maior economia do mundo. O mais impressionante é que esses números astronômicos foram alcançados nas últimas seis décadas e se traduziram numa força social, econômica, cultural e política. A pesquisa intitulada “Atlas Morfológico de São Paulo” coordenada pelo autor e desenvolvida com os alunos da componente curricular Forma Urbana da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie tem como objetivo principal contribuir para a compreensão da gênese e das transformações que nos trouxeram para São Paulo de hoje, por meio da associação de análises qualitativas e quantitativas. Apesar da suposta noção de caos e falta de planejamento, os primeiros resultados corroboram a hipótese de que as transformações ocorridas recentemente seguiram lógicas e padrões morfológicos identificáveis. 

Palavras-chave: morfologia urbana, estudos quantitativos e qualitativos, atlas, São Paulo.

Linha de investigação: Cidade e Projeto.

Tópico: Morfologia urbana.

 

 

ABSTRACT

São Paulo is the Leviathan of South America. Founded by Portuguese Jesuits in 1554, today its 12,176,866 inhabitants (IBGE, 2018) occupy an area of 1,527.40 km² (density of 7,972 hab / km²) and its GDP in 2015 was about US $ 167 billion. If it were a nation, it would be the 57th largest economy in the world. Most strikingly, these astronomical figures have been achieved over the past six decades and have been translated into a social, economic, cultural and political force. The research entitled “Morphological Atlas of São Paulo” coordinated by the author and developed with the students of the curricular component Urban Form of the Faculty of Architecture and Urbanism of Mackenzie Presbyterian University has as main objective to contribute to the understanding of the genesis and transformations that brought to São Paulo today, through the association of qualitative and quantitative analyzes. Despite the supposed notion of chaos and lack of planning, the first results corroborate the hypothesis that the transformations that occurred recently followed logics and identifiable morphological patterns.

 

Keywords: urban morphology, quantitative and qualitative studies, atlas, São Paulo.

Research line: City and Project.

Topic: Urban morphology.




DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9784