DISCURSOS E PRÁTICAS DEFININDO TERRITÓRIOS PERIFÉRICOS EM CIDADES PLANEJADAS O Caso do município de Naviraí (MS) [DISCOURSES AND PRACTICES DEFINING PERIPHERAL TERRITORIES IN PLANNED CITIES The case of Naviraí, Mato Grosso do Sul, Brazil]

Ramon Fortunato Gomes, Anderson Dias de Almeida Proença, Adalberto José Vilela Júnior Vilela, Ricardo Batista Bitencourt

Resumen


A pesquisa discute o desenho como ferramenta de planejamento urbano e organização territorial. Confirma seus dilemas e conflitos espaciais, locados no discurso do plano e na prática da cidade real. Tem o município de Naviraí (MS) como objeto de estudo e sua morfologia urbana como componente de análise, elaborada a partir de dados que confirmaram as hipóteses da pesquisa. O método empregado consiste no mapeamento da cidade por meio de imagens de satélites e pesquisas de campo nos órgãos de gestão urbana. Assim, foi possível construir cartografias temáticas para uma análise do espaço urbano mais apurada. Como resultado, admite-se que a cidade de Naviraí – embora cidade nova – se desenvolve a partir de um traçado urbano rígido, afastando-se, contudo, dos potenciais urbanísticos decorrentes da forma original. Por fim, observa-se que os espaços urbanos se interconectam de maneira difusa, segregada, em padrões diversificados e descontínuos em relação ao traçado urbano embrionário.

Palavras-chave: territórios periféricos, cidades planejadas, urbanidade, morfologia urbana. 

Linha de Investigação: 1: Cidade e projeto.

Tópico: Morfologia urbana.

 

ABSTRACT

The research attempts to highlight design as a tool for urban planning and territorial management. It confirms its spatial dilemmas and conflicts, located in the discourse of the plan and the practice of the real city. It takes the municipality of Naviraí (Brazil) as study case and its urban morphology as a component of analysis, from which the research hypotheses were confirmed. The method consists of mapping the city by means of satellite images and searches at local urban development agencies. Thus, it was possible to build thematic maps for a more refined analysis of urban space. As a result, it is admitted that Naviraí develops itself from a rigid master plan, deviating from urbanistic potentials which stems from its original form. It is observed that urban spaces in Naviraí are interconnected in a diffuse and segregated way, following a diversified and discontinuous pattern when compared to its original plan.

Keywords: peripheral territories, planned cities, urbanity, urban morphology.

Research line: 1: City and project.

Topic: Urban morphology.




DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9824