DA PORTA PARA DENTRO, DA PORTA PARA FORA: A rua pode ser a extensão da casa?

Maria de Lourdes C. da Cunha Nóbrega, Isabella Trindade

Resumen


RESUMO

A rua é compreendida, nos tempos atuais, como um elemento urbano chave em práticas cidadãs que visam ao desenvolvimento de um urbanismo sustentável. A partir dessa premissa, presente nas recomendações urbanísticas de Gehl & Svarre (2018), e da visão conceitual e antropológica de DaMatta (1997), é que experiências com projetos de parklets executados na cidade do Recife (Brasil) e em Toronto (Canadá) são analisadas nesse artigo. Procura-se demonstrar que as diferentes culturas, formas de planejar e vivenciar práticas na rua são refletidas, consequentemente, nas diferentes soluções projetuais, bem como no uso e apropriação do espaço público urbano. O registro e reflexão sobre essas experiências visa auxiliar na redefinição de estratégias para a implantação, com sucesso, de equipamentos semelhantes, em outras cidades brasileiras. Assim, o texto está estruturado em quatro partes: 1) introdução; 2) análise de dois parklets implantados no Recife; 3) análise do projeto-piloto em Toronto; e 4) considerações finais.

 

Palavras-chave: Placemaking, Parklets, Projeto Urbano, King Street Pilot

Linha de Investigação: 1: Cidade e projeto. Tópico: Projeto Urbano e Espaço Público

 

ABSTRACT

A street is understood in the contemporary moment as a key urban element that contributes to the development of a citizen’s everyday practice of sustainable urbanism. This premise, central to the recommendations made by Gehl & Svarre (2018) and DaMatta’s (1997) conceptual and anthropological vision, informs the theoretical underpinnings of this paper that examines the urban experiences of parklets in Recife (Brazil) and Toronto (Canada). In doing so, we demonstrate that different cultures, ways of planning, and street uses are all related to the design solutions proposed, as well as the use and appropriation of urban public space. These reflections aim to assist in redefining strategies for successful design of parklets and similar equipment in other Brazilian cities. This paper is organized as follows: 1) an introduction; 2) an analysis of two parklets located in Recife; 3) an analysis of a pilot project in Toronto; and 4) a conclusion.

 

Keywords: Placemaking, Parklets, Urban Design, King Street Pilot

Thematic clusters: 1. City and Project. Topic: Urban Design and Public Space




DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9941