Habitação e periferia: o programa Minha Casa Minha Vida

Rosa Maria Locatelli Kalil, Adriana Gelpi, Jaqueline Becker Fengler

Resumen


A política habitacional brasileira do Programa Minha Casa Minha Vida têm produzido significativo número conjuntos habitacionais de interesse social por todo Brasil. A maioria destes conjuntos tem se localizado em áreas de expansão urbana, como tecidos urbanos distantes do centro dos consolidados. O trabalho aborda estudo de caso em Passo Fundo (RS), em conjunto habitacional que associa investimentos públicos e privados, tendo como característica a diversidade de tipologias habitacionais, tecnologia construtiva racionalizada e a gradual oferta de equipamentos comunitários. A pesquisa trabalha métodos e conceitos de valoração integral das áreas habitacionais propostos por Montaner, Muxi e Falagan (2011). Como resultados, verifica-se que mesmo em empreendimentos habitacionais privados, as ferramentas de “habitar o presente”, que compreendem a habitação como parte integrante do urbano e contribuem para que a construção do território seja feita com qualidade e sustentabilidade.



DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9150