Mobilidade como categoria de análise de projetos urbanísticos

Alessandro Moreno Muzi

Resumen


Este artigo apresenta parte da pesquisa de doutorado em andamento chamada “Urbanidade em movimento. Análise crítica de projetos urbanísticos relacionados a sistemas de mobilidade em São Paulo.” O objetivo principal desta pesquisa é discutir o Sistema de Transporte Público da Região Metropolitana de São Paulo sob o ponto de vista de suas limitações, derivadas de sua concepção funcional, setorial e parcelar. A hipótese trabalhada é que a mobilidade urbana é componente fundamental de urbanidade na cidade contemporânea e neste artigo procuro delinear caminhos que permitam articular ambas as noções. Proponho articular, em um eixo, mobilidade, deslocamento e movimento e em outro, a estrutura física das redes de mobilidade, o espaço urbano e sua estruturação local e metropolitana. A articulação dos dois eixos não se apresenta como elementos estanques, pois se influenciam mutuamente na constituição de uma mediação do movimento do usuário, constituindo uma experiência sensível da cidade. Essa experiência sensível que é umas das dimensões de urbanidade na cidade contemporânea e que procuro delinear neste artigo, abrindo frentes para a pesquisa, definidas nas considerações finais deste artigo.



DOI: http://dx.doi.org/10.5821/siiu.9154